Você está em

Home / Voltar / Plenário

Detalhes da Notícia

SEGURO DA MÃO, OS INÉDITOS: DISSÍDIO E ACORDO COLETIVO, E AS FAÇANHAS DE UMA ÉPOCA DE OURO SÃO REVELADAS NA INTERNET

Pioneirismo: “seguro da mão”, dissídio e acordo coletivos da classe para o cirurgião-dentista, você rememora na entrevista Relembranças, com o CD e sindicalista Paulo Monteiro Freitas, na Radioweb CRO/RS.
SEGURO DA MÃO, OS INÉDITOS: DISSÍDIO E ACORDO COLETIVO, E AS FAÇANHAS DE UMA ÉPOCA DE OURO SÃO REVELADAS NA INTERNET

“Criamos o “seguro da mão”, pois o CD lesionado fica impedido de trabalhar, causando um problema sério de sobrevivência  (…)”, coloca o Sindicalista, que também resgata outro feitos, do tipo:  1ª aposentadoria na Odontologia com 25 anos de profissão, o concurso da “Garota da Odonto” e a metamorfose sindical, que ampliou o número de associados de 100 para 3.800 em seis anos.

Perguntado se o apogeu do sindicalismo no Brasil acabou, Freitas responde que depende da forma como as instituições sindicais irão retribuir a contribuição paga pelos associados.

Sobre a receita de sucesso, Freitas foi firme na resposta:

– Trata-se do tripé do êxito: competência, sorte e muita garra.

Ouça a entrevista completa em: https://drive.google.com/open?id=1UCugqG_mjDSztpkt3UGidPSGsA1HODAJ

Compartilhe!


RUA VASCO DA GAMA, 720

PORTO ALEGRE - RS - CEP: 90420-110

+55 (51) 3026-1700

CRORS@CRORS.ORG.BR

ESCOLHA O SETOR DESEJADO
Ancora